Apostola Cleusa

Paz do Senhor Jesus, amados!

Eu, Apóstola Cleusa Maria de Jesus Medeiros, estou sempre falando do meu testemunho de vida. Cada vez que me lembro da forma que vim para Jesus, fico maravilhada de ver como o poder da Palavra do Senhor pode transformar uma vida. Em 25 de janeiro de 1998 eu aceitei Jesus Cristo como meu único e suficiente Salvador. E em 10 de abril de 1999 me batizei nas águas, deixando a velha criatura para que nascesse uma nova mulher.

Aqui começa o meu testemunho.

Eu morava com minha mãe e irmãos no interior de Minas Gerais e trabalhava na roça, onde morávamos era tão atrasado e precário que o único meio de comunicação que tínhamos era um rádio velho, não tínhamos televisão, nem telefone, nada, lá eu casei-me com 15 anos e aos 16 já fui mãe, meus três primeiros filhos nasceram nesse lugar. Na época, nem eu e nem o pai deles tínhamos Jesus como Senhor ou a bíblia como regra de vida, sofri muito, pois ele bebia demais, foi quando resolvemos nos separar e eu saí de Minas Gerais.

Em 1981 conheci o homem do meu segundo casamento, com o qual também obtive três filhos, neste período fiquei muito enferma, eu trabalhava em uma empresa tendo contato com um produto por nome¨amianto¨, que é cancerígeno, e comecei a ficar muito inchada. Eu conhecia Jesus apenas de ouvir falar, sempre acreditei na existência de Deus, mas, como ainda não andava nos caminhos do Senhor JESUS, meu segundo casamento também foi destruído. Porque só Jesus pode nos dar um lar abençoado, só com Cristo temos a nossa casa firmada na Rocha Verdadeira. “Onde pode descer a chuva, e correr rios, e assoprar ventos, e combater contra a casa e ela não vai cair, porque está edificada na rocha (Mateus 7:24)”.

Amados, fui muito religiosa no passado, passei pelo catolicismo, depois de ficar enferma e perder o meu segundo casamento, aprofundei-me no espiritismo, cada vez mais as enfermidades iam alastrando-se pelo meu corpo, no meu sangue, nos nervos e principalmente na minha alma.
Eu era muito triste e minha vida não mudava, até que Jesus permitiu que meu pai aparecesse depois de 35 anos, então falei com minha mãe, que morava em Rondônia, para vir a São Paulo ver se era ele mesmo.

Tudo isto já era um plano de Deus, pois minha mãe não sabia que estava com três tumores de câncer no ovário. Foi aí que tudo começou. Estávamos eu e

minha mãe enferma. Fui ficando cada vez mais triste com esta situação e entrei em depressão profunda, mesmo assim ainda encontrava força, não sabia da onde, para clamar pela cura da minha mãe.

 Certo dia, voltando a pé de São Bernardo do Campo, resolvi falar com Deus. Mas não com qualquer deus. Foi a primeira vez que eu falei com o “Deus dos crentes”. Quando estava passando em frente a Ford, eu disse: “Deus dos crentes, se o Senhor é mais poderoso do que tudo o que eu já acreditei, cura a minha mãe. Ela é a única coisa que eu tenho além dos meus filhos. Se o Senhor a curar e me deixar viva, eu O seguirei”.                  

Quando terminei, vi um clarão que eu não sabia de onde vinha, fiquei muito tonta e achei até que ia morrer. Mas, sem entender nada, eu melhorei de repente.  

Chegando em casa, quando vi minha mãe muito debilitada, muito magra, com a barriga inchada e com ferida nas duas pernas, eu perguntei: “Mãe onde está a sua fé? A senhora lê tanto a bíblia e ainda não encontrou nada?”.

  Ela respondeu: “Até Jesus sofreu filha”.Então retruquei: “Ninguém pode se comparar a Jesus, Ele é Santo Mãe, se o Deus dos crentes curar a senhora nós vamos servir a ele e falei ainda mais; Mãe, os crentes pedem perdão pelos pecados, vamos pedir perdão também pelos nossos pecados e naquele instante nós pedimos perdão pelos nossos pecados”e na mesma hora o Espírito Santo me tomou e quando abri os meus olhos vi minha mão direita na barriga da minha mãe, eu nem sabia que já estava anunciando a palavra de Deus 1º João 1:9 – “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça”.

Também não sabia eu que Deus estava operando ali um milagre, minha mãe foi curada e eu fiquei pior do que estava, pois os guias do qual eu servia ficaram indignados por eu estar invocando o nome de Jesus Cristo, mas Deus já estava cuidando de tudo.

Irmãos, eu tinha duas amigas que já eram crentes, sempre se preocupavam e já oravam muito por mim e como eu estava muito ruim, chamei uma delas, a Telma; Quando ela entrou na minha casa, olhou para mim e com muita sabedoria disse: “Filha, o Senhor manda te dizer, que hoje E`le curou a sua mãe e E`le quer te curar também”; Passou uma semana e minha mãe estava completamente curada, sem o inchaço e já estava comendo de tudo, os mesmos médicos que tinham desenganado minha mãe, declararam que foi um milagre e que ela estava curada.

Foi aí que eu pude ver que não há nada que seja impossível para Deus.

Por isso, se você precisa de um milagre, creia que Jesus pode fazer. Está escrito e a Palavra Dele nos garante que tudo é possível ao que crer em Jesus Cristo, o filho de Deus.

Minha mãe está hoje com 79 anos e continua morando em Rondônia. Para honra e glória do Senhor Jesus, ela tem saúde e disposição de sobra. Eu, que estava com a sentença de morte dada pelos médicos, hoje estou curada no meu físico e na minha alma, pois sou seguidora de Jesus Cristo de Nazaré, pela graça, amor e misericórdia D`Ele. Passaram-se 13 anos desde que aceitei Jesus e eu só tenho que agradecer a Ele.
Meu lar e meus filhos estavam destruídos, mas a nossa história foi transformada pelo Senhor.

Hoje meus filhos, minha filha, minhas noras, minhas netas e meus netinhos estão salvos, servem a Jesus e estão comigo na obra do Senhor, para completar ainda mais a minha alegria, obtive o prazer de ungir dois de meus filhos a pastor e duas noras a diaconisa. Ungi o Pastor Edivaldo Alves de Oliveira, a Diaconisa Márcia Aguiar de Oliveira, o Pastor Evaldo Alves de Oliveira e a Diaconisa Daniele Hernandez de Melo Oliveira.

São muitas as coisas que o Senhor fez e têm feito por mim e por este ministério. Irmãos, eu não sou perfeita, mas a bíblia ensina que é melhor obedecer do que sacrificar. Tenho buscado obedecer a Deus, obedecer à voz de Deus.

Assim Ele me constituiu como Apóstola Presidente deste ministério, da Igreja Evangélica Apostólica Missão Urgente, não por meus méritos, pois não sou merecedora nem de falar o nome de Jesus, que dirá pregar para tantas vidas que tem vindo a este ministério, mas aprouve ao Senhor fazer assim. Ainda que eu tenha vergonha do meu passado, eu o proclamo para mostrar que Jesus não faz acepção de pessoas. Jesus ama a todos. Quem quiser ouvir mais da minha história nos acompanhe pelo site ou venha visitar o ministério. Apóstola Cleusa Maria de Jesus Medeiros. Presidente de todo o Ministério da Igreja Evangélica Apostólica Missão Urgente